12 de mar de 2014

Tá chovendo mesa


Nos últimos dias estamos sendo surpreendidos por novas consoles digitais que chegam no mercado pelo mundo inteiro. São muito interessantes as novidades que nos chamam as atenções sem dúvida. Mas fico a me perguntar... O mercado está pronto pra tanta novidade? E os profissionais?

Bom, no meu ramo de trabalho, onde lido com eventos de pequeno, médio e grande porte, não posso ter outra saída que me adequar a equipamentos de pequeno, médio e grande porte também. Fiz as contas recentemente e tenho que dar conta de 12 consoles digitais pelo menos.  Dar conta que eu digo, significa ter conhecimento básico dos recursos e nada mais corriqueiro que ser “rápido”... tanto na forma de pensar como agir.

Quando vejo que o mercado de áudio vem sofrendo uma desvalorização enorme, fico pensando como um dono de locadora nos dias de hoje tem que manter sua empresa atualizada de tantos equipamentos. E vejo que essas novidades tecnológicas que são apresentadas se apresentam mais nas formas de “mesas” do que qualquer outra coisa. E muita coisa vem sendo deixada de lado nas empresas que correm atrás de renovar suas mesas, caixas etc. como, por exemplo, a qualificação de seus profissionais. Quantos sofrem com a desvalorização de um aluguel de som nos dias de hoje? E de certa forma contribuem para sua própria desvalorização.  

A moçada gosta mesmo são dos botõezinhos coloridos e telas que chamam atenção... São mais vistosas para serem usadas nos seus “Selfies” por aí. É por esse modismo que se movimenta o mercado que aparece tanta mesa digital eu penso. Posso ter essa conclusão meio precipitada, mas acredito tem o seu valor nessa revolução digital.

E o profissional em sua maioria? Tem condições realmente de bater o pé no chão e dizer:”Eu quero mesa tal...!” Ou se ele não faz com determinado console é besta ou não sabe de “som”  (leia-se, conhecer a mesa). Realmente é muita mesa pra dar conta. E hoje se conta vantagem de quantas mesas opera, ou que já fez em uma super mesa. Afinal de contas? Prestou o som?

Particularmente eu gosto das novidades. Sou aficionado por elas no meu trabalho. Tem muita mesa que já cheguei a estudar e sequer tive a oportunidade de trabalhar com ela ainda. E por isso, procuro uma coerência dentro do meu Rider em não pedir as mesmas. Mas se der de cara com ela e não tiver outra alternativa, peço a Deus que do outro lado tenha um camarada compreensivo e disposto a me ensinar.

Selfie: é um tipo de fotografia de autorretrato, normalmente tomada com uma câmera digital de mão ou celular com câmera http://pt.wikipedia.org/wiki/Selfie


4 comentários:

  1. Amigo , faça de suas palavras as minhas !!! Parabéns pela sabedoria... eu penso tudo igual a você !!!! Tenho todos Off Line das mesas em meu computador estudo muito e não pararei de estudar !!! Quem sabe um dia eu pego essas mesas que estudo rss... É tanta mesa que a gente já tá ficando doido!!! Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Abraço a vc Everson... Continue os estudos e amplie não somente nos consoles... O mundo do áudio não pode estar fechado somente nessas belezuras... Hehehehehe... Sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Carlos Rossy gostei muito do seu texto, principalmente quando vc diz:

    "E por isso, procuro uma coerência dentro do meu Rider em não pedir as mesmas. Mas se der de cara com ela e não tiver outra alternativa, peço a Deus que do outro lado tenha um camarada compreensivo e disposto a me ensinar."

    Em nosso trabalho de vez em quando encontramos pessoas de mau caráter e a cima de tudo se acham mais inteligentes q os outros , com tudo isso as vezes mostramos a eles nossa humildade em perguntar o q ñ sabe. abraço e suas palavras são as minhas! Fica com Deus Carlos Rossy.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Fernando... Quanto menos acharmos que sabemos de alguma coisa é que vamos ter vontade de aprender mais e ver que não sabemos de nada ainda!

    ResponderExcluir