29 de abr de 2015

CEM reais? ou "SEM" reais...?


Afinal, quem dita o valor do seu serviço? Você quando chama um marceneiro, bombeiro hidráulico ou um pintor para fazer um serviço na sua casa? A primeira coisa que você está interessado em saber é: Qual o valor do serviço? E quem vai dizer o preço normalmente é quem vai executar o serviço. Lógico que existe a boa negociação e se acha um meio termo. Mas na maioria dos casos, o que te cobra mais barato é bem provável que não fique um serviço de primeira... não é?

Sem desmerecer nenhuma classe de profissionais, mas não é fácil de compreender como o mercado dos profissionais de som se movimenta no âmbito Brasil.

"Cara tem um show pra você aqui e o cachê é ... tanto...". Ou aquela máxima... "Fulano faz por tanto..."

Não é difícil achar o responsável por tudo isso. Sim, é você!

Calcular mal os custos dos seus serviços implica ainda mais na desvalorização do seu cachê. Na atual situação do país, observamos muita coisa subindo. Mas os serviços de diversos setores continuam estacionados. O medo de perder o serviço por alguém que faz mais barato é enorme.

Existe um texto muito bom do amigo Lazzaro de Jesus, na coluna MonitorLand da Backstage.  Seu cachê - Como calcular e cobrar.  Confiram.

Não há outra solução se não há uma forma de pensar a agir igualitária.



Acorda Sociedade da Camisa Preta!


Carlos Rossy













Nenhum comentário:

Postar um comentário